Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livro viajante

Blog da atividade de book crossing das turmas 10.01, 10.03, 10.05 e 10.11 da Jaime Moniz

Livro viajante

Blog da atividade de book crossing das turmas 10.01, 10.03, 10.05 e 10.11 da Jaime Moniz

Livro viajante

Os livros estão na biblioteca, pnde podem ser requisitados. TODOS se comprometem a vir ao blog e escrever na caixa de comentários do post correspondente ao livro escolhido (ou na página de facebook do blog) a sua opinião sucinta sobre ele, se gostou ou não, se recomenda.

Um Mundo Sem Fim

21.09.16, Ana Ferreira

Um Mundo Sem Fim

de Ken Follet

 

image.jpegimage-1.jpeg

 

 

 

 

Volume I

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 584
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722340038
 
Volume II
Edição/reimpressão:2008
 Páginas: 596
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722340212
 
À semelhança de Os Pilares da Terra Ken Follett volta ao registo do romance histórico, numa obra dividida em duas partes graças às quase mil páginas que a compõem. A Presença publica agora o primeiro volume de Um Mundo Sem Fim, que se prevê repetir o sucesso de Os Pilares da Terra. O autor sentiu-se bastante motivado a escrever este novo livro já que desde Os Pilares da Terra, publicado em 1989, os leitores de todo o mundo clamavam insistentemente por uma sequela. Finalmente Follett inspirado e com coragem e determinação, sem esquecer uma enorme dedicação, lançou-se na escrita de Um Mundo Sem Fim, a continuação de Os Pilares da Terra, onde recorre a elementos comuns do primeiro livro e dá vida a descendentes de algumas personagens. Recuperando a mesma cidade Kingsbridge, o cenário é ambientado dois séculos mais tarde onde nos transporta até 1327. Aí iremos ao encontro de quatro crianças que presenciam a morte de dois homens por um cavaleiro. Três delas fogem com medo, ao passo que uma se mantém no local e ajuda o cavaleiro ferido a recompor-se e a esconder uma carta que contém informação secreta que não pode ser revelada enquanto ele for vivo. Estas crianças quando chegam à idade adulta viverão sempre na sombra daquelas mortes inexplicáveis que presenciaram naquele dia fatídico. Uma obra de fôlego com a marca assinalável e absolutamente incontornável de Ken Follett.